Está explicado porque, dias depois de a Reforma Trabalhista, Lei 13.467/17, entrar e vigor o número de ajuizamento de ações trabalhista nos tribunais Brasil afora caiu assustadoramente. A nova norma começou a vigorar no dia 11 de novembro.

Acontece que o “receio da comunidade jurídica”, segundo a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), “faz disparar número de ações trabalhistas às vésperas da entrada em vigor da Lei 13.467/17”, desvelou a entidade.

“No dia 10 de novembro, um dia antes da vigência da nova norma, diversos tribunais trabalhistas registraram número recorde de ajuizamentos. No Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), por exemplo, maior tribunal trabalhista do país, mais de 12 mil ações trabalhistas foram protocoladas, número superior à média de 1 mil ações diárias que o regional recebe”, diz a nota da Anamatra, que pode ser lida na íntegra.

Fonte: DIAP

Anamatra revela ajuizamento em massa de Ações